Virando o Jogo


Sábado passado fui assistir ao jogo do CRPP, Clube de Regatas Pés de Pano, time de futebol dos meus amigos do colégio. Há um campeonato de ex-alunos que eles participam e vou lá algumas vezes pra torcer e, claro, encontra-los também.

Trata-se de uma confraternização pois podemos rever amigos que se formaram em vários anos diferentes, mas se tratando do esporte mais popular do país, rivalidade sempre está em jogo.

Cheguei uns 20 minutos antes de começar, fui cumprimentando quem estava e aos poucos os jogadores iam chegando. Nesse dia o time ia jogar quase completo, contando com os titulares e ainda 4 reservas.

O campeonato acontece durante o ano todo, sendo mais de 30 times, por isso é bem disputado e realmente difícil de ganhar.

O juíz apitou e a bola começou a rolar. O time estava bem coeso, dominando o jogo e pressionando o adversário. Porém, em um belo chute o oponente abriu o placar.

O jogo seguiu essa dinâmica, mas outras 2 boas jogadas deles fizeram o placar ficar realmente muito adverso. Fim do 1º tempo: 3×0. Isso mesmo, 3×0 pra eles.

Nós (torcida sempre se inclui né?) fomos então para o intervalo. Um momento MUITO importante pois serve para analisar o que está acontecendo e se preparar a próxima etapa. Começamos a nos incentivar, sabíamos do nosso potencial, que estávamos jogando bem e que, por detalhes, não havíamos feito um gol.

Pra ser sincero, tivemos como objetivo empatar, sabendo que uma reação rápida seria fundamental para isso.

Times em campo, começou o 2º tempo. Logo no início fomos pressionando até que acertamos um chute de longe, golaço! Ali, naquele momento, sentimos ainda mais que era possível.

Poucos minutos depois veio o 2º e então o 3º. Sim, o jogo estava empatado antes da metade do 2º tempo!

Agora o empate já era realidade e a vitória algo ainda mais próximo. Mais uma jogada bem trabalhada e o momento da virada chegou. Antes do fim ainda ampliamos o placar: 5×3 de virada. Um resultado espetacular, motivador para as próximas rodadas e com certeza conteúdo pra muita história.

Tiramos a tradicional “selfie da vitória” e fomos comemorar no bar que fica no clube. Muito mais que vencer, acreditamos no sucesso e fomos firmes rumo a ele. Momento memorável!

CRPP e a "selfie da vitória"
CRPP e a “selfie da vitória”

Esse jogo pra mim foi uma inspiração. Cheguei em casa completamente rouco de tanto gritar incentivando e depois comemorando.

Algumas horas depois, eu estava lavando louça quando me veio um estalo e parei pra pensar o que tinha acontecido ali. Percebi que a vida em muitas situações é assim, nos dá um cenário de 3×0 pro adversário e só um segundo tempo pra recuperar.

Durante o período da doença, teve choro, medo, notícias ruins e referências que não foram bem sucedidas. Tudo isso podia deixar nosso time (Linda, eu e os que estavam a nossa volta) cabisbaixos e continuar da mesma forma, quase que aceitando uma derrota.

Mas pra virada acontecer é importante o time estar unido, reservas atentos e prontos pra ajudar, torcida vibrando não importa o placar e um sentimento de que é possível.

Família, amigos, colegas, todos podemos ser parte desse momento. De perto, de longe ou atuando mais efetivamente, tudo tem seu valor.

Há uma letra do Rappa que diz que “a fé na vitória tem que ser inabalável”. E é assim que ela deve ser. Além da mensagem, a música também é excelente, por isso a deixo aqui.

Ps: se quiser comentar, basta clicar no título do post. Abrirá uma janela com o campo de comentários abaixo 😊

Gostou? Então compartilhe!

4 thoughts on “Virando o Jogo

  1. Grande Berreto! Só esqueceu de comentar o fundamental nessa história:
    Assim que o Barreto chegou, um outro colega nosso mais novo, irmão de um companheiro nosso de time perguntou:
    o Barreto joga?!
    Eu respondi: já jogou muito! Agora está recuperando a forma pra voltar ano que vem…
    Por que ele vem então? Perguntou esse nosso amigo meio que indignado por que seu time não tinha torcida(😂😅)
    Eu respondi:
    Pq além de torcer, sempre quando ele vem, alguma coisa acontece que a gente nunca perde…

    Já viu um título dificílimo como foi o torneio início… Algumas vitórias e essa virada épica, memorável e inesquecível!

    Sem dúvidas ele traz uma energia boa… Enquanto perdíamos de 3×0 lembrei e pensei nisso! Fiquei tranquilo… Sabia da virada!

    Por isso temos que aproveitar esses momentos com pessoas boas que trazem energias boas! Com certeza não é qualquer um que tem esse poder e esse diferencial… E sem dúvidas, o Barreto é um desses caras… Uma dessas pessoas que chega e ilumina o ambiente com boas vibrações e traz energias muito boas para o momento!
    Sem duvida nenhuma isso ajudou no processo de recuperação e luta da Linda e também na nossa vitória de virada de 5 x3!

    #aproveitaaenergiaboa
    #5x3eterno
    #umalindajanela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *