Encarando o câncer por Ju Kozlowzki

A notícia de um câncer é desesperadora. O chão abre e então você se vê cair em queda livre, sem parar, sem destino. É nessa hora que mil questionamentos surgem, você se questiona se será capaz de aguentar essa presepada que a vida colocou no seu caminho. É agora que você tem que parar e pensar que se isso está acontecendo com você é porque existe um motivo, assim como uma causa para essa doença ter chegado na sua vida. A partir do momento que você encara o câncer de igual pra igual, ele fica pequenino, não te engole. É preciso entrar nessa guerra com a certeza de que só existe espaço para um vencedor: VOCÊ.     É fácil? Com certeza não. Muitos momentos de fraqueza física e até mesmo psicológica. Você se questiona, muda sua visão de mundo e até mesmo seus propósitos de vida. Se você permitir, o câncer é capaz de trocar as lentes de contato com que você enxerga o mundo. É incrivelmente mais colorido. Com o tempo, você consegue LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!

Não culpe a janela pela paisagem por Laís Vargas

Olá! Meu nome é Laís, trabalho com o Barreto (não consigo chamá-lo de Caio, superem) e conheci a Linda há pouco mais de três anos. Não lembro exatamente quando soube do câncer - se não me engano foi em 2014 - mas recordo o que pensei naquele momento: "ela é especial, o Barreto tem muita sorte", apenas isso. E hoje estou aqui para contar uma experiência difícil que enfrentei. Em 2010 meu melhor amigo faleceu. Aos 24 anos, ele nos deixou vítima de uma doença devastadora como o câncer: AIDS. Foi um dos momentos mais difíceis da minha vida. Não conseguia trabalhar bem, atrasei boa parte da minha monografia e fiquei meses sem dormir 8h por dia. Até hoje me pego chorando embaixo do chuveiro sentindo sua falta (e o mesmo acontece enquanto escrevo esse texto). Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem 40 milhões de pessoas infectadas com o vírus HIV e, ao contrário do câncer, a AIDS não tem cura. E essa não é a única diferença entre as duas doenças. Minha LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!

A Pluralidade Feminina – por Tatiane Cardozo

Hello, Sou a Tatiane, sou amiga da Linda e ela me chamou pra falar um pouco sobre as mulheres neste dia. Obrigada lindeza, adorei a ideia! O conceito que esteve muito tempo enraizado na sociedade sobre a mulher, não existe mais. A visão de fragilidade e dependência, ficaram no passado. A luta feminina permitiu uma nova concepção sobre suas capacidades, estamos em um processo de sermos entendidas e nos entendermos por nossa  força e luta, conquistamos a livre escolha e liberdade. É um processo contínuo e a mudança é lenta, mas ver o que já foi conseguido estimula a luta do que ainda temos a conquistar. Fazemos parte das escolhas que definem nossa sociedade, não temos limitações no que vamos seguir como carreira acadêmica, melhor ainda, podemos ter uma carreira acadêmica. Não é lindo?     Acredito que é um alívio estar na posição de escolher o que me faz bem e está tudo bem, se eu quiser ser dona de casa, tudo bem, se eu quiser LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!