De volta pra vida – Praia

Há anos, quando acordo e sei que tem sol, fico louca pra ir à praia. Na maioria das vezes, obviamente, não posso ir, pelos compromissos diários e por coincidir com o horário de trabalho. Mas chega final de semana e se olho pro céu é o astro sol está brilhando, já quero descer para a piscina ou ir à praia. Quando não consigo ir, sinto que desperdicei um belo bronzeado rs 👙

Após a cirurgia, que aconteceu no fim de julho, fiquei impedida de tomar sol, principalmente para proteger as cicatrizes. Dois meses depois já começava a quimioterapia e uma especificação era estar extremamente proibida de sair de casa sem protetor solar, não só no rosto mas também no corpo inteiro. O tipo de química que usei, me causaria uma fotossensibilidade muito grande e poderia me causar manchas na pele. Como sou muito cdf cumpri todas as recomendações.

Finalmente tendo terminado o tratamento, depois de alguns dias, fui autorizada a pegar sol (ainda com muita proteção). E na sexta feira passada, aproveitei uma folga no trabalho e fui ver o mar. Pisei na areia e senti cada grãozinho deslizando pelos dedos, o sol acariciando a minha pele, a água salgada fazendo aquele barulho relaxante que só as ondas conseguem fazer. Fui sozinha (geralmente gosto de ir sozinha). Levo um livro, ouço música ou simplesmente fico reparando nas pessoas rindo, no movimento da água, nas nuvens deslizando no céu. Ou simplesmente admirando a cor azul lá de cima, quando não consigo achar uma nuvem branca.

 

 

Aqui no Rio de Janeiro, este últimos 4 dias, o clima está muito quente e definitivamente o verão se manifestou com tudo, por isso aproveitamos o domingo praiano também, desta vez o Caio foi, já que por me acompanhar e ter muito trabalho na empresa, também não ia há muito tempo. A água estava muito gelada, não entrei, mas ganhei aquela corzinha saudável e vitamina D que tanto queria.

Aproveitei cada minuto, mas também fiquei um pouco triste. Escolhi lutar por etapas, sempre focando no maior dos problema e tentando resolvê-los e assim por diante, mas na medida que eles vão sendo vencidos e vai ficando o que “teoricamente” era menor no cenário, percebemos que ele não é menos importante e ainda assim precisamos nos dedicar a soluciona-los.

Acontece que agora que tudo está mais calmo em minha vida, percebi o quanto estou diferente fisicamente e minha mente decidiu focar nisso nesse fim de semana. Ainda sabendo que engordei 6 quilos, agora consegui vê-los, já que os problemas maiores caíram. Vi que, apesar do meu braço ser gordinho, isso pelo meu biofísico, agora ele está maior. Minhas calças ficam bem mais apertadas e meu rosto perdeu algumas definições, está totalmente arredondado.

Gente, não adianta falar que estou ótima, que isso não é nada depois de tudo o que passamos, que logo volto ao normal e blá blá blá… eu sei que falam na melhor das intenções, mas eu sei de tudo isso meus amores. Sou uma pessoa com muita clareza, graças a Deus. Mas isso não significa que preciso me acomodar e aceitar tudo, não significa que goste de me olhar no espelho e não reconhecer essa Linda sem cabelos e com o peso acima do meu normal. As coisas ainda não estão “normais”.

Estou aproveitando cada detalhe que perdi e respirando aliviada por ter o prazer de aproveitar a natureza, estou curada e essa felicidade é muito maior que qualquer insatisfação, mas vou repetir: ainda tenho objetivos e por menor que sejam vou tentar alcançá-los.

Que fique claro, não deixo de aproveitar nada por isso, não deixo de colocar biquíni ou de fazer qualquer coisa o prazer de viver é muito maior e modéstia parte me acho linda, do meu jeito e sem trocadilho com meu nome rs.

Sempre falo que cuidar da nossa mente, do nosso corpo e alma é saúde também. Agora só falta a parte do corpo 😉

Que venha esse verão maravilhoso com muita Praia pra gente, muita luz para iluminar o ano que vem e que traga muitas comidas saudáveis, esportes e amor próprio 🌞💃🏼

 

Alguns modelos de roupas são nossos aliados nesse momento👗
Gostou? Então compartilhe!

7 thoughts on “De volta pra vida – Praia

  1. Linda em primeiro lugar queria te dizer que fico muito feliz em vê lá votando a viver! Isso, de uma forma, me faz um bem danado! Estou na mesma situacao que vc! Quer dizer mais ou menos na mesma pois ainda faltam 3 brancas para acabar e mais a cirurgia. Descobri o câncer grávida de 30 semanas e comecei o tratamento ainda com o Diego na barriga. Além de estar inchada por causa do tratamento ainda estou com os quilinhos do pós parto. É muito, mas muito difícil manter a autoestima assim por mais que as pessoas digam coisas para me consolar! Sei que o desafio e a prioridade são outros mas é mesmo muito dificil se ver no espelho e não se reconhecer! Conte com a minha torcida e com o meu apoio sempre! As enfermeiras do onco dor sempre dizem que vc é uma menina super legal! Beijo grande!

  2. Linda em primeiro lugar queria te dizer que fico muito feliz em vê lá votando a viver! Isso, de uma forma, me faz um bem danado! Estou na mesma situacao que vc! Quer dizer mais ou menos na mesma pois ainda faltam 3 brancas para acabar e mais a cirurgia. Descobri o câncer grávida de 30 semanas e comecei o tratamento ainda com o Diego na barriga. Além de estar inchada por causa do tratamento ainda estou com os quilinhos do pós parto. É muito, mas muito difícil manter a autoestima assim por mais que as pessoas digam coisas para me consolar! Sei que o desafio e a prioridade são outros mas é mesmo muito dificil se ver no espelho e não se reconhecer! Conte com a minha torcida e com o meu apoio sempre! As enfermeiras do onco dor sempre dizem que vc é uma menina super legal! Beijo grande!

    1. Anna, que bom que tenho aqui pessoas que me entendem… espero voltemos ao “nosso normal”. Mande beijos em todas as enfermeiras que tanto nos alegram nos nossos momentos mais difíceis do tratamento. Beijo no coração 🙂

  3. Olá guerreira lindisss!!!
    É a primeira vez que leio o seu blog e confesso que ameiii e achei maraaa…
    Também passei pelo “vilão”(ladrão de vidas) descobri em outubro/ 2015 só que o meu foi no colon do utero, fiz 8 sessõe de quimeoterapia branca, 50 sessões de radioterapia e 4 sessões de braquioterapia.
    Não é facil só quem passa sabe o quanto o tratamento é pesado e doloroso eu cheguei a perder 11 kilos em duas semanas, as unicas coisas que meu estomago aceitava era sorvete de limão, gelo e sucos acidos fora isso não conseguia comer nada até o cheiro da comida e das frutas eu passava mal, na verdade por um bom tempo fiz morada no banheiro da minha casa, pois passei muito mais muito mal.
    A ajuda de Deus em primeiro lugar, pois foi ele que me sustentou a minha familia e amigos foram essencial para minha cura.
    Fiz meu tratamento durante 7 meses e 1 ano de acompanhamento e venci o “vilão”, voltei a minha vida normal em abril/ 2017, trabalho e faculdade estava muito feliz, também fui a praia, entrei no mar tomei aquele sol que fazia tempo que eu nem sabia mais como era, fiquei sentada na areia olhando aquele marzão e tomando aquela brisa no rosto e aquele final de tarde com aquele por do sol que todos respeitam há que coisa boa, quando passamos por uma situação complicada e dificil como essa começamos a dar valor as coisas minimas da vida, que antes talvez não eram tão importantes.
    Mais em junho/2017 no meu trabalho comecei a sentir uma dor inexplicável do lado direito da barriga, liguei para minha medica e ela me disse vem para o hospital agora, confesso que fiquei com medo, mais coloquei nas mãos de Deus e fui, chegando lá já imaginei,essa dor deve ser por conta da radioterapia vou tomar uma medicação na veia e vou para casa, fiz varios exames: tomografia, ultrason, colonoscopia e exames de sangue e urina, aí veio o medico do PS , Senhorita Débora você vai ficar internada, eu hããã é você vai ficar internada pois descobrimos que você está com uma trombose no rin esquerdo, uma ulcera no reto e uma embolia pulmonar por conta do tratamento oncologico, meu mundo desabou naquele momento, porém não deixei em nenhum momento a peteca cair.
    Fui para o leito e lá a minha medica me deu a noticia que eu precisaria tomar anticoagulante na barriga por conta da trombose no rin, porém não poderia tomar por conta da ulcera que estava sangrando, ela disse vamos ter que te segurar aqui até tudo se resolver e vou te pedir um Pet também para o controle do Cancer para o acompanhamento e eu disse ok.
    Foram os 21 dias mais longos da minha vida o mais triste,pois achei que o sofrimento já havia passado e eu não tinha a noção que o sofrimento apenas estava começando.
    Confesso que por noites no leito do hospital sozinha eu chorei clamei a Deus pela minha vida, pedi para o Pai força para enfreitar mais aquela batalha que não me deixasse cair e nem por um momento, coloquei a minha vida em suas mãos e aguardei o tempo dele.
    No decimo primeiro dia fiz o Pet de controle, aí que veio a bomba maior veio uma rencidiva do “vilão”, dois ganglios pequenos um acima do estomago com 1,5cm e o outro ao lado do pescoço co. 1,4 cm, naquela hora que a medica veio me dar a noticia meu mundo desabou novamente e pergumtei para Deus, oh meu Pai o que falta acontecer mais em minha vida, naquele dia chamei minha familia e contei que novamente iria passar por tudo aquilo de novo, e eles me disseram você é guerreira venceu uma vez vai vencer novamente não deixe a peteca cair.
    Foi o que fiz sai do hospital depois de longos 21 dias internada, minha mãe já havia marcado a consulta com a minha medica e eu estava lá novamente ouvindo novamente qual seria meu tratamento, 6 sessões de quimeoterapia Taxol.
    Minha medica disse seus cabelos, cilios, sombrancelhas os pelos do corpo todos irão cair, enquanto você estiver fazendo quimeo, ela disse também eu vi como você foi guerreira da primeira vez e o tratamento era pior porque era todos os dias e todos juntos e dessa vez você vai tirar de letra também , mais se tiver vontande de chorar chore se não quiser falar sobre o assunto com as pessoas isso é uma direito seu você não é obrigada a nada entende, mais sei que você é forte o bastante para enfrentar este “vilão” como você costuma falar, ai eu disse ok Doutora Mel não vou deixar a peteca cair não, não me apego a cabelo não pois ele cresce e o pelos também, quanto a chorar vou deixar isso para o final quando eu expulsar esses “vilão” do meu corpo e quanto a não falar sobre esse assunto com as pessoas ahhh… isso eu vou querer falar sim,enquanto eu puder ajudar contar sobre a minha passagem por esse vale da sombra e falar o quanto Deus é bom o tempo todo, pois me agarrei nele sim e não penso em desgrudar tão cedo… ela olhou para mim e disse admiro a garra e a força de vontade que você tem de viver e esse seu sorriso que nunca sai do seu rosto contagia a todos, então vamos para cima desse “vilão” e vamos acabar com ele.
    Essa quimeo ela é muito forte então eu fazia uma e descançava 21 dias, porém não foi facil não, depois da 2 quimeo as minhas plaquetas dispencaram e quando não era as plaquetas era a imunidade e aí já viu né, voltava para casa sem fazer a quimeo, e as injeções de Granulokine perdi as contas de quantas eu tomei na barriga para a imunidade subir, mais sempre com um sorriso no rosto mesmo na hora de tomar as injeções na barriga só cobria os olhos com meu lenço para não ver a enfermeira aplicando as injeções, sou medrosa sim…kkkk.
    Fui perdendo o cabelo o desespero bateu, meu cabelo batia na cintura, acho que foi a mais dolorosa sim eu achava até perder os cilios aff… que agonia ao acordar e os olhos não querer abrir, pois gruda perecendo cola…kkkk hoje dou risada.
    Pois é cada etapa uma historia para contar, os meses foram passando e fui continuando o tratamento e com exames consegui fazer 5 sessões de boa mais a ultima deu trabalho demorou 2 meses para que eu pudesse terminar esse ciclo de 6, finalizei dia 22/11/17 ,isso tudo por culpa da dondoca da imunidade como falei ela não caia ela despenca…kkkk.
    Fiz os restante dos exames em novembro, colonoscopia, Tomografia do Pulmão,e Tomografia com Pulsão na trombose até que fim noticias maravilhosas começaram a surgir a Ulcera do reto não existia mais apenas rititis actinicas são lesões bem pequeninas Graças a Deus a Embolia Pulmonar também não e a Trombose no rin esquerdo já virou cronica não preciso fazer mais nada Graças ao meu Deus que me sustentou o tempo todo e não me deixou cair, dizem que a fé move montanhas e eu sou testemunha viva disso.
    No dia 06/12 fiz o Pet para ver os ganglios e dia 07/12 consulta de retorno junto com exame de sangue para ver como andava a dondoca da minha imunidade e plaquetas, bom as dondocas responderam bem as injeções de Granulokine, porém o laudo do Pet não havia saido ainda somente as imagens por lá ela conseguiu ver que o ganglios do pescoço não existia mais Graças a Deus e o do estomago tinha uma faixinha de luz bem pequena que quase não dava para ver, então ela disse, olha que noticia boa que evolução guerreira, quero que voçê agende uma consulta com o Dr Paulo para ver quantas sessões de radioterapia que ele vai solicitar para eliminiar logo o que restou e depois conversamos, pois quero ver o laudo para ter certeza se o que mostra nas imagens é a mesma coisa que vai aparecer no laudo, confesso que fiquei feliz e ao mesmo tempo apreensiva pois ainda restava um pouquinho do “vilão” em mim.
    Marquei a consulta com o Dr Paulo para o dia seguinte e fui embora e mais uma vez fui orando e pedindo para Deus que esse “vilão”fosse embora que ele não fazia parte da minha vida e que do mesmo jeito que ele entro ele teria que ir embora, pois estava com medo de fazer a radioterapia novamente do mesmo jeito que ela mata o “vilão” ela também deixa sequelas como as que eu tive e eu não queria passar tudo aquilo novamente.
    Chegou o grande dia quarta feira dia 08/12/2017, fiz a ficha e aguardei o Dr Paulo me chamar o coração quase saindo pela boca, meu filho mais novo estava comigo ele estava tão ansioso quanto eu, mais mesmo assim orando e pedindo para Deus que tudo desse certo, a recepcionista veio em minha direção e disse vamos lá o Dr Paulo está te aguardando, nossaaa em 1 minuto passou um filme na minha cabeça e o meu coração parecia que iria saltar pela boca, nessa hora meu olhos encheram de lagrimas e meu filho me pedindo mãmãe tenha calma já deu tudo certo.
    Entrei e comprimentei meu medico sentei e ele me disse o que te trás aqui Dé é assim que ele me chama, ai expliquei que fiz as 6 sessões de quimeo e que passei em consulta com a Dr Melissa para ver o resultado do Pet,porém o laudo não tinha saido somente as imagens e que no pescoço não tinha mais nada e o do estomago ainda tinha um restinho e que era para o Senhor ver quantas sessões de radioterapia eu teria que fazer para eliminar o que restou, pois não posso fazer mais quimeoterapia por conta da medula ossea que está muito fraca.
    Aí ele abriu o sistema e disse vamos ver se já saiu o laudo, quando ele começou a ler começou fazer uma cara de que algo não estava bom e o meus olhos começou a lacremejar e em pensamento comecei a clamar a Deus e pedir a minha cura.
    Então o Dr Paulo olhou para mim e disse olha Dé não vamos fazer nada só vamos observar pois nem dá para ver mais o tumor do estomago e do pescoço nem tem mais, então vamos marcar um Pet no final de janeiro começo de fevereiro para ver se ele evoluiu se evoluiu fazemos umas 3 a 4 sessões de radio se não vamos somente acompanhar ok… nossa foi uma explosão de felicidades tão grande que eu nem sei explicar as lagrimas veio em meio ao sorriso meu e do meu filho e agradeci sim ao meu Deus que é bom o tempo todo, agradeci ao meu medico com aquele abraço e ele disse guerreira você merece depois de tudo isso que você passou que não foi nada facil, e mesmo chorando não tira esse sorriso do rosto.
    Perguntei para a Dr Paulo se eu poderia ir para praia em janeiro ele disse que sim mais que eu deveria falar com a Dr Mel pois eu ainda estava com o Pic, e eu falei já até marquei o dia da retirada do Pic ela pediu para tirar.
    Só quem passa por isso sabe que cada hora, minuto e segundo são valiosos, você vê a morte de perto, se você não ter fé e crer em Deus, trabalhar o seu psicologico ter familia e amigos te ajundando e não segurar a peteca você não consegue nada na vida não só falando do cancer e sim em tudo na sua vida, então se mova faças os exames de rotina mesmo que você não tenha nada,vale mais você perder algumas horas do seu dia fazendo consultas e exames do que você perder sua vida.
    E para aquelas pessoas que estão passando por isso peço de coração não desista nunca é dificil e doloroso sim é mais a vida é bonita…é bonita…e é bonita… tente se apegar em alguma coisa que você goste, no meu caso a minha gatinha Bella (em memoria) me ajudou muito na primeira vez, foi a minha companheira e o meu Thor também foi essencial para minha cura ocupa a mente são tudo de bom, bom sou suspeita pois amoooo os animais sem moderação mesmooo…kkk
    Recomendo sim tenha uma animalzinho, para amar, cuidar e respeitar você vai ver o quanto eles vão te fazer bem, foi eles que me ajudaram na minha batalha também.
    Daqui um mês quero voltar aqui e dar a noticia que o “vilão” foi embora de vez…
    Parabéns pelo seu blog Linda e que Deus abençoe sua vida grandemente “GUERREIRA” lindiiisss😙😙😙🤗🤗🤗

    1. Oi Débora, espero que esteja cada dia melhor. Nossas histórias ficarão para sempre em nossas vidas, por isso se injetarmos o máximo de beleza e leveza nelas, melhores serão as lembranças. Parabéns pela sua força e por sua esperança. Volte para me dar a boa notícia, pois sei que ela virá.

  4. A beleza não está no que se olha, está no que se sente ao ver. Vejo luz em você linda, vejo cores, vejo amor, vejo vida. Eis que aos meus olhos, sois Linda ( com trocadilho e tudo :)). Deus ilumine teu sorriso e teus dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *