Quem disse que é fácil?

Oi, meus amores! Hoje é o quarto dia pós quimio e como os médicos haviam adiantado os sintomas realmente estão mais brandos. Não digo que é fácil, pois por menor que seja a reação o processo é cansativo e, num mundo ideal você nem precisaria estar passando por isso, não é mesmo!?

Claro que quero meu corpo 100% de novo e sei que falta pouco, mas é importante dizer a todos vocês que não precisamos ser 100% fortes e motivados o tempo todo.

O limite “saudável” disto, nós mesmos precisamos ir administrando, ou seja, se na maior parte do tempo ficamos tristes, chateados, deprimidos, temos que pedir ajuda e acreditem… elas existem de várias formas. Sempre tem uma mão para segurar na nossa, seja a de um familiar, de um amigo, um terapeuta, de um guia religioso ou às vezes do próprio médico.

Comigo acontece ao contrário, na maior parte do tempo fico bem e isto é inerente a mim, acontece naturalmente, não me forço, por isso nas raras vezes que fico mais “irritada”, não me privo de sentir tudo aquilo. Choro mesmo, grito, fico com raiva, me desespero, fico murchinha.

Isso tudo dosado não deixa de ser um estimulante, não deixa de me impulsionar para o final da meta. É incrível quando ainda assim vocês conseguem ver o final, a meta!

Um dos segredos é fazer de qualquer experiência o mais agradável que possamos e, cá para nós, geralmente temos as ferramentas para isso.

Quando fui na sexta passada para a primeira sessão da quimioterapia, fui equipada, até mencionei no texto anterior. Baixei séries e filmes, atualizei as playlists no Spotify, levei livro e acreditem se quiser, não usei nada, pois um dos remédios pré-quimio é um antialérgico que me deixou muito sonolenta, além do mais, estava com muito frio por conta da touca gelada (logo mais farei um texto sobre ela), então não queria nem me mexer, queria ficar quentinha dormindo entre um intervalo e outro, mas o essencial é que estava preparada.

Se as coisas acontecessem de forma diferente, podia ativar um dos recursos que levei para “passar o tempo” de melhor forma.Vou indicar aqui a playlist que uma amiga criou especialmente para mim e só tem música animada 👇🏻

Algumas séries que adorei e tem na Netflix 👇🏻
Billions (AMO essa série)
Truques da Mente (a gente acaba participando, pois tem alguns textos super legais)
The OA (só tem uma temporada, mas é envolvente)
Friends (é um clássico e tem muitos episódios)
Grey’s Anatomy (essa todo mundo já viu, né!? E acabou de sair temporada nova ;))

O livro que estou lendo é Emma da Jane Austen 😉

Vamos improvisar quando não for exatamente aquela música que gostaríamos de estar dançando, porque, estragar a festa jamais, né!? 💁🏼💃🏼

Siga nosso Instagram @umalindajanela 😉

Gostou? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *