Top 5 – Caio

Como a Linda contou no último post, nós comemoramos 1 ano de projeto e estamos muito felizes com isso! Somos muito gratos por toda a repercussão e incentivo que nos está sendo dado.
Entendemos, a partir de tudo que nos foi passado, estar no caminho certo.

Reler alguns textos foi um exercício muito prazeroso pois passa um pequeno filme na cabeça desde quando estávamos decidindo o nome do projeto, como seria a marca…e tudo que o envolve.
Bom, seguem abaixo aqueles “frasquinhos” que acho mais especiais também em ordem cronológica:

 

 Virando o Jogo – 24 de julho de 2016

Situações do cotidiano nos trazem lições super importantes se a gente aprende a percebe-las. Um jogo de amigos e uma virada espetacular são o paralelo com situações adversas como a que eu e Linda enfrentamos.
É a inspiração do esporte, que vai muito além do que acontece dentro de campo.

 

Sem Pena – 25 de agosto de 2016

Uma lição de vida do meu sobrinho. As crianças possuem um olhar diferente de nós, adultos, e quando conseguimos percebe-lo e admirá-lo ficamos inspirados.
Esse texto aborda a visão dele sobre a Linda com toda a ingenuidade e sabedoria que uma criança tem.

 

Quimioterapia – Parte I – 15 de setembro de 2016

Pra chorar, refletir, agradecer, enfim…muitos sentimentos vem com a leitura de um texto profundo como esse. É uma descrição do que aconteceu, mas com a percepção de quem está passando por tudo aquilo.
Além dessa, a parte II também é obrigatória para entender melhor esse universo e o que nos propomos com o projeto.

 

Amor, Câncer e Sexo – 7 de novembro de 2016

Misturar essas 3 coisas em um post não foi fácil. Para muitos é um tabu e, ao mesmo tempo, uma curiosidade de algo que faz parte da nossa vida, inclusive durante o tratamento.
Por isso a Linda resolveu abordar esse tema.

 

 

Tá Faltando Quimio – 19 de dezembro de 2016

Uma dura realidade de muitas pessoas que não tem acesso aos medicamentos. Um texto que é um relato pessoal, mas que demonstra a importância de uma boa gestão e serviços de saúde públicos e o quanto isso afeta as pessoas (positiva ou negativamente).

 

 

Espero também, assim como a Linda, que vocês gostem, comentem e compartilhem essas histórias, pois sempre tem alguém olhando para sua janela e se inspirando para admirar a própria paisagem 😉

 

Ps: se quiser comentar, basta clicar no título do post. Abrirá uma janela com o campo de comentários abaixo 🙂

Gostou? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *