Preciso falar sobre o Caio

Conheci o Caio e de imediato me interessei por ele e sei que foi recíproco. Não sei se isso foi amor à primeira vista, pois acredito que fomos descobrindo esse amor bem depois, mas com certeza sabia que era algo forte.

Tive sorte de sempre conhecer pessoas especiais, mas ele era diferente. Extremamente honesto e um homem de essência boa, muito boa. Ele me fez admira-lo e tudo isso me fez amá-lo.

Sabe quando você consegue admirar uma pessoas sob vários aspectos? Quando você se encontra numa situação difícil e sempre se pergunta o que essa pessoa faria no seu lugar? Ele me inspira.

Nossa história é muito bonita e, de verdade, pareceu desde o início que o destino queria nos unir, mas vou contar em algum outro texto e aí prometo todos os detalhes. Aqui, nesse post, quero focar somente nele.

Em alguns momentos já me perguntei como seria minha vida se tivesse feito outras escolhas e às vezes me assusto, pois nossas vidas podiam ser completamente diferentes. Vou longe nessa reflexão e, penso como seria se tivesse ficado no Chile, por exemplo. Não conheceria o Caio?!

Sei que sob todas as possibilidades estaria tentando cumprir a meta de ser feliz. Acho até que seria, mas por vezes duvido se tanto quanto sou agora ao seu lado.

Quando tenho alguma aflição, por mais estúpida que pareça é pra ele que conto. Quando tenho medo de algo, ou quando tenho planos secretos e não quero contar pra ninguém, pra ele é diferente. Ele é como se fosse uma extensão de mim e me faz sentir compreendida, amparada e apoiada.

minha-foto

Como já citei aqui, tive momentos de profunda dor e tristeza durante o tratamento, principalmente durante os efeitos da quimio. Ali cheguei até o meu limite e muitas das vezes enfraqueci. Durava pouco, no outro dia estava outra, mas mesmo rápidos esses períodos eram muito intensos. Chorava muito e soluçava tanto que parecia minha alma reclamando, dolorida e cansada e quando me sentia assim, ele sempre estava comigo. Me abraçava e eu enfiada no seu peito me sentia mais protegida e conseguia desabafar. Externar tudo o que estava sentindo. Contava sobre meus medos, sobre os desconfortos e ele pacientemente me escutava. Mais do que isso, curava minhas dores com o seu amor.

Tenho ainda frescas as lembranças de por vezes acordar de madrugada, sentindo um pouco de alívio das crises de enjoo e percebia que havia conseguido dormir. Ainda sonolenta olhava ao meu lado e não encontrava o meu amor, mas no mesmo instante percebia que ele estava sentado aos pés da cama, com minhas pernas em seu colo e suavemente as massageava. Sim, àquela hora ele velava meu sono, a fim de me dar um pouco de alívio.

Tivemos uma prova de fogo, jovens passamos por esse grande desafio e acho que nos saímos bem. O laço que nos unia ficou mais forte, mais especial. Estamos tão entrelaçados que parecemos um.

Nosso riso hoje é predominante e o amor parece que se multiplicou.
Tenho algumas marcas na minha história, mas o amor invade todas elas.

Sou sua e você é meu
Um anjo que me envolveu
Meu sonho é realizado
Pois tenho você para sempre ao meu lado ❤

nos-dois

Ps: se quiser comentar, basta clicar no título do post. Abrirá uma janela com o campo de comentários abaixo 😊

Gostou? Então compartilhe!

2 thoughts on “Preciso falar sobre o Caio

  1. Linda história…sua história é bem parecida c a minha, pois tenho um marido assim como o seu Caio, sempre digo q sei q ele me ama, mas não imaginava q era tanto..um amor lindo q me deu forças pra lutar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *