O que realmente importa

Minha mãe é uma heroína e com certeza me dá a estrutura para enfrentar qualquer obstáculo. Além da força, mesmo parecendo tão frágil (só parece), ela me dá amor. Amor puro que entra em minha alma e é capaz de me encher de esperança e energia. Falar sobre câncer ainda a deixa muito desconfortável, ao contrário de mim, que saio contando para todo mundo. Ela sempre diz que eu assusto as pessoas e que não percebo que ficam impactadas quando abordo com naturalidade alguns procedimentos que tive que fazer ou alguma história ligada a isso. Falo disso espontaneamente, pois faz parte de mim. Essa é minha história assim como tantas outras que tenho, tristes ou felizes. Sei que parece óbvio classificar esse período da minha vida como triste, mas dentro dele tive tantos momentos felizes, aprendi tantas coisas e na maioria das vezes me senti tão especial. Não! Não gostaria de passar por isso de novo, mas já que passei vamos tirar o bom disto 🙂 Quando expus para LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!

Família

Hoje é dia de frasquinho novo! Caso não tenha entendido a expressão, leia aqui nosso primeiro post. Compartilhar, compartilhar, compartilhar. Um dos filmes que eu e Linda mais gostamos chama-se "Into the Wild" ou "Na Natureza Selvagem", não vou aqui contar como é, até para não estragar caso alguém queira vê-lo. É baseado em uma história real e se tornou bastante conhecido também por uma frase do personagem principal que diz que: "A felicidade só é real quando compartilhada". Aliás, gosto tanto da frase que já a citei em um momento bem marcante da minha vida que será descrito mais pra frente, além de ter um quadro do filme em casa. Sendo algo bom, nos satisfazemos também com a alegria do próximo que torce por nós, deixando aquele momento ainda mais especial. Porém, isso vale a meu ver para a outra face da realidade. Quando temos uma adversidade, dividir com os outros é também diluir o peso e até repensar sobre o fato. Minha família estava ciente e acompanhando LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!

Água com açúcar

Olá! Sim, dessa vez sou eu e fico muito feliz de compartilhar essa experiência aqui. A Linda é realmente uma mulher incrível e a história dela só corrobora esse nome/adjetivo que seus pais lhe deram ao nascer. Parece engraçado, talvez até meio egoísta, mas um dos momentos que mais me lembro de tudo o que vivemos era o gosto daquele copo de água com açúcar que nos deram logo após a notícia. Não lembro se já tinha experimentado, fato é que estava muito bom. Enquanto a Linda e a Patrícia, minha sogra, estavam ainda tristes e meio perplexas, eu só conseguia sentir o doce sabor naquele copo. Óbvio que sabia o que estava acontecendo, porém de certa forma me concentrei no que havia de bom naquele momento específico e isso que ficou marcado pra mim. Imagine alguém que você ama ou considera muito passando por uma dificuldade grande. O que você faz? Parece óbvia a resposta de ajudar como puder, se colocar à disposição, certo? Pois é, pra mim também não é diferente. Vou LEIA MAIS [...]
Gostou? Então compartilhe!